Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Vis a Vis

Resultado de imagem para vis a vis

 

Não vi esta série do início, nem acompanhei todos os episódios.

O meu marido foi-me fazendo o resumo dos primeiros episódios, eu fui acompanhando outros com ele, quando calhava, e só mesmo os episódios finais é que vi, do início ao fim.

Pelo que o meu marido me ia contando, parece que perdi (felizmente) os episódios mais violentos e que poderiam, eventualmente, causar-me insónias ou pesadelos.

 

 

Macarena é uma jovem apaixonada pelo seu chefe e, como tal, acaba por se envolver nos seus crimes, sendo detida e enviada para a prisão espanhola Cruz Del Sur, em prisão preventiva, um estabelecimento prisional para mulheres que se quer distinguir pela sua política de reintegração.

Macarena era uma mulher simples e ingénua, mas vai-se transformar completamente dentro daquele estabelecimento prisional, onde, como é habitual, prevalece a lei do mais forte.

É lá que ela vai conhecer Estefânia , mais conhecida por Caracóis, de quem se vai tornar amiga e, mais tarde, namorada.

 

 

Do lado das “boas” estão ainda Sol e Antónia, duas das mais velhas, e Teresa, a drogada do grupo.

Já do lado das “más”, há duas inimigas com quem Maca terá de lidar:

Zulema, a árabe, que tem uma personalidade muito forte e peculiar, com uma enorme inteligência, e tudo fará para sair daquela prisão, nem que para isso tenha que sacrificar as suas companheiras, ou aliar-se, estrategicamente, às suas inimigas, por um bem maior. É a detida que mais dores de cabeça dá aos vigilantes e, até mesmo, à directora e aos inspectores.

Zulema e Saray andam sempre juntas, são uma espécie de amigas, mas Saray consegue ter a condescendência e discernimento, apesar de em muitas ocasiões agir por impulso, que falta a Zulema.

 

Anabel, a psicopata, sem qualquer tipo de sentimento por quem quer que seja., e capaz das maiores atrocidades que possam imaginar, desde mutilar as reclusas, até usá-las como escravas sexuais, alugando-as a quem lhes pagar para tal.

É a reclusa que mais dinheiro tem lá dentro, graças ao negócio da droga e, por isso, com muitas aliadas compradas para a servir e fazer o trabalho sujo.

 

 

Em Cruz del Sur, existe um médico, que se aproveita das reclusas que precisam para lhes dar o que querem, a troco de favores sexuais. E um vigilante violador. Uma directora influenciável e pouco profissional.

A acção, que se complementa e relaciona, vai-se passando, alternadamente, dentro da prisão, onde Macarena tem que enfrentar toda esta nova realidade e adaptar-se ás regras do jogo, e fora da prisão, onde o pai e o irmão tentam descobrir onde está o dinheiro desviado, que poderá comprar a liberdade de Maca, ao mesmo tempo que o namorado egípcio de Zulema também anda à caça do dinheiro, para livrar a namorada da prisão.

 

 

Quem chegará primeiro ao dinheiro, como escaparão elas daquele inferno, e quem sairá ileso ou vivo desta história, é aquilo que vamos descobrindo, à medida que Macarena se começa a afirmar dentro da prisão, e a tornar-se líder.

A que preço o conseguirá, e se continuará assim por muito tempo, só vendo as duas temporadas que faltam, e que ainda não chegaram à Netflix.

 

 

Para quem acompanhou La Casa de Papel, vai lá encontrar duas caras conhecidas, sendo que a segunda, se não me dissessem, apesar de agora encontrar diversas semelhanças entre personagens, nunca lá chegaria!

Não aconselhável a pessoas sensíveis a imagens e cenas chocantescom tendência a enervar-se.

  • Blogs Portugal

  • BP

  • 5 comentários

    Comentar post