Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Visitas de estudo ou passeios?!

Resultado de imagem para visitas de estudo

 

Hoje em dia, tal como no nosso tempo, é comum os estudantes terem várias visitas de estudo ao longo do ano lectivo.

E eles, por certo, agradecem! 

É um dia sem aulas, sem dar matéria, sem aturar os professores, É um dia de convívio, passeio, diversão, de conhecer novos locais.

De facto, cada vez mais as visitas de estudo são encaradas dessa forma e, mesmo que estejam, de alguma forma, relacionadas com algo que estão a dar ou já deram em aula, penso que isso é algo em que os alunos não pensam, não prestam atenção, e nem estão para aí virados.

 

A propósito da visita de estudo que a minha filha teve ontem, comentava eu com a minha mãe que, de uma forma geral, os professores raramente propõem aos alunos, após a visita, uma espécie de ficha para testar aquilo que aprenderam durante a visita, para falar sobre o que viram e ficaram a conhecer.

Penso que, com a minha filha, isso só aconteceu uma vez, estava ela na primária, e foi acerca de uma peça de teatro que tinham visto, para dar a sua opinião. Também comigo isso apenas aconteceu uma vez ou duas. É algo que ninguém gosta de fazer, e ainda bem que tem escapado.

 

Qual não é o meu espanto quando, à noite, estou a tirar as coisas da mochila dela e me deparo com uma ficha de duas páginas, para a minha filha fazer, relacionada com a visita de estudo do dia! Mais depressa falava nisso, mais depressa o professor se lembrava!

Mas não será caso para admiração. Afinal, embora o sentido que damos às visitas de estudo seja outro, elas não passam de isso mesmo, de visitas de estudo da matéria dada, para consolidação de conhecimentos, para ver no loval aquilo que se aprendeu na teórica. Não são meros passeios desprovidos de outras intenções que não o lazer. Existe um objectivo por detrás das visitas de estudo, relacionado com o estudo.

 

A minha filha disse logo: "eu não sei fazer nada disso!".

Acredito que não! 

Mas vai ter que dar um jeito, até porque parece que terá avaliação nesta ficha.

6 comentários

  • Imagem de perfil

    marta-omeucanto 19.03.2017 15:36

    Oh Ana, e não disseste que cá vinhas!
    Ainda nos tínhamos encontrado aí na rua. Eu saio muitas vezes em serviço.
  • Sem imagem de perfil

    Ana 20.03.2017 23:01

    Por acaso lembrei-me de ti e andei a olhar para a cara das pessoas na rua com a ideia que ainda me ia cruzar contigo.
    Eu moro a 45 minutos daí, isto foi uma decisão em cima da hora. Já andava com vontade de ir à Tapada há anos e desta é que foi.
    Mas antes passei por Mafra. Fomos comer uns fradinhos, passeamos pelas ruas, entramos na Loja da Amélia e tive a ideia de comprar umas coisitas para pic-nicar no jardim ao lado do convento.
  • Imagem de perfil

    marta-omeucanto 21.03.2017 09:05

    A Loja da Amélia é uns metros abaixo do meu trabalho. Costumo lá ir comprar água :)
    Foi um passeio diferente!
    E ao Parque Desportivo, já foste?
  • Sem imagem de perfil

    Ana 22.03.2017 10:07

    Ao Parque Despostivo não. Nem nunca ouvi falar . Acho que se morasse por essas bandas passava a vida enfiada na Tapada.
  • Imagem de perfil

    marta-omeucanto 22.03.2017 10:16



    No parque também tens gamos!
    E túneis no meio do arvoredo e rochedos (descobri isso no dia em que as colegas da minha filha quiseram lá ir explorar)!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.